ANA
ASTROLOGIA CLÁSSICA
& VIDA MODERNA
O tema da amizade geralmente é analisado segundo os assuntos da casa XI. Alguns astrólogos examinam posições específicas, mas Ptolomeu aborda o tema comparando cartas astrológicas, de maneira similar a uma sinastria simplificada.

Segundo ele, as amizades tendem a ser mais duradouras e indissolúveis quando, ao comparar ambas as cartas, encontramos Sol, Lua, Ascendente e Lote da Fortuna nos mesmos signos, em signos compatíveis ou em recepções mútuas. Se todos ou a maioria desses elementos estiverem alinhados dessa forma, a amizade será fácil, segura e indissolúvel.

Quando esses elementos estão em signos disjuntos (que não possibilitam nenhum aspecto maior entre si) ou opostos, produzem inimizades profundas ou desavenças.
Se eles não estiverem posicionados nessas formas, mas apenas em signos que fazem aspectos uns com os outros, se estiverem em trígono ou sextil, promovem simpatias menores; se em quadratura, geram antipatias menores.

Ptolomeu também menciona que os períodos de maior movimento ou silêncio, bem como de conversas mais frequentes, ocorrem quando os planetas maléficos ou benéficos transitam sobre esses pontos. Quando os benéficos transitam por esses pontos, significam paz nas amizades e tréguas em desavenças. Quando os maléficos transitam por esses pontos, podem gerar discussões temporárias em amizades sólidas ou crises profundas em amizades menos sólidas.

Quando apenas os luminares estão em conformidade com o mencionado acima, as amizades são baseadas em escolhas. Quando apenas os ascendentes ou o Lote da Fortuna estão alinhados, as amizades são formadas a partir de prazer.

É importante notar que há diversas abordagens astrológicas para o mesmo tema, e cada uma pode oferecer diferentes perspectivas que aprofundam o delineamento. Estas variações permitem uma compreensão mais rica e detalhada dos assuntos.

#astrologia #astrologiaclassica  #astrologiatradicional #anarodrigues_astrologa
O tema da amizade geralmente é analisado segundo os assuntos da casa XI. Alguns astrólogos examinam posições específicas, mas Ptolomeu aborda o tema comparando cartas astrológicas, de maneira similar a uma sinastria simplificada. Segundo ele, as amizades tendem a ser mais duradouras e indissolúveis quando, ao comparar ambas as cartas, encontramos Sol, Lua, Ascendente e Lote da Fortuna nos mesmos signos, em signos compatíveis ou em recepções mútuas. Se todos ou a maioria desses elementos estiverem alinhados dessa forma, a amizade será fácil, segura e indissolúvel. Quando esses elementos estão em signos disjuntos (que não possibilitam nenhum aspecto maior entre si) ou opostos, produzem inimizades profundas ou desavenças. Se eles não estiverem posicionados nessas formas, mas apenas em signos que fazem aspectos uns com os outros, se estiverem em trígono ou sextil, promovem simpatias menores; se em quadratura, geram antipatias menores. Ptolomeu também menciona que os períodos de maior movimento ou silêncio, bem como de conversas mais frequentes, ocorrem quando os planetas maléficos ou benéficos transitam sobre esses pontos. Quando os benéficos transitam por esses pontos, significam paz nas amizades e tréguas em desavenças. Quando os maléficos transitam por esses pontos, podem gerar discussões temporárias em amizades sólidas ou crises profundas em amizades menos sólidas. Quando apenas os luminares estão em conformidade com o mencionado acima, as amizades são baseadas em escolhas. Quando apenas os ascendentes ou o Lote da Fortuna estão alinhados, as amizades são formadas a partir de prazer. É importante notar que há diversas abordagens astrológicas para o mesmo tema, e cada uma pode oferecer diferentes perspectivas que aprofundam o delineamento. Estas variações permitem uma compreensão mais rica e detalhada dos assuntos. #astrologia #astrologiaclassica #astrologiatradicional #anarodrigues_astrologa
2 dias ago
View on Instagram |
1/4
Não podemos simplificar a essência da dignidade planetária ao associá-la apenas ao “bom”, enquanto a debilidade é automaticamente interpretada como “mau”.

Um equívoco comum é assumir que um planeta em sua dignidade irá manifestar apenas seus temas positivos, enquanto um planeta em debilidade sempre trará seus aspectos mais desafiadores.

Uma abordagem mais precisa é entender que um planeta sempre representa os mesmos temas, independentemente do signo em que se encontra. Quando em sua dignidade, de acordo com a escala de poder, esses temas podem ser expressos com maior facilidade, mas quando em debilidade, sua expressão pode ser diferente e requerer mais esforço.

Um planeta em seu domicílio está fortalecido, enfrentando os aspectos com outros planetas com maior vigor. Se os aspectos forem difíceis, ele os enfrentará com mais poder; porém, se estiver em sua debilidade, sua resposta será mais branda. O mesmo ocorre com os aspectos harmoniosos, onde um planeta em dignidade pode aproveitar melhor as oportunidades trazidas por outros planetas.

As dificuldades nos temas de um planeta surgem quando ele está em aspecto desafiador com maléficos ou em uma posição cadente. Quando essas situações se combinam, os desafios podem ser ainda mais acentuados.

Para os entusiastas da astrologia tradicional, convido-os a seguir-me aqui no Instagram ou no canal Astrologia Clássica no YouTube, onde oferecemos vídeos exclusivos semanalmente.

#astrologia #astrologiaclassica #astrologiatradicional #anarodrigues_astrologa
Não podemos simplificar a essência da dignidade planetária ao associá-la apenas ao “bom”, enquanto a debilidade é automaticamente interpretada como “mau”. Um equívoco comum é assumir que um planeta em sua dignidade irá manifestar apenas seus temas positivos, enquanto um planeta em debilidade sempre trará seus aspectos mais desafiadores. Uma abordagem mais precisa é entender que um planeta sempre representa os mesmos temas, independentemente do signo em que se encontra. Quando em sua dignidade, de acordo com a escala de poder, esses temas podem ser expressos com maior facilidade, mas quando em debilidade, sua expressão pode ser diferente e requerer mais esforço. Um planeta em seu domicílio está fortalecido, enfrentando os aspectos com outros planetas com maior vigor. Se os aspectos forem difíceis, ele os enfrentará com mais poder; porém, se estiver em sua debilidade, sua resposta será mais branda. O mesmo ocorre com os aspectos harmoniosos, onde um planeta em dignidade pode aproveitar melhor as oportunidades trazidas por outros planetas. As dificuldades nos temas de um planeta surgem quando ele está em aspecto desafiador com maléficos ou em uma posição cadente. Quando essas situações se combinam, os desafios podem ser ainda mais acentuados. Para os entusiastas da astrologia tradicional, convido-os a seguir-me aqui no Instagram ou no canal Astrologia Clássica no YouTube, onde oferecemos vídeos exclusivos semanalmente. #astrologia #astrologiaclassica #astrologiatradicional #anarodrigues_astrologa
1 semana ago
View on Instagram |
2/4
Oi pra todos!

Estamos enfrentando dificuldades para acessar a plataforma de cursos.

Os desenvolvedores estavam realizando uma atualização grande na plataforma e ocorreu um erro que está impossibilitando o acesso à página do curso.

Os técnicos estão trabalhando para restaurar o acesso, mas enquanto não finalizam temos um endereço alternativo que está disponível nos destaques aqui. 

Peço desculpas pelo inconveniente e conto com sua compreensão.
Oi pra todos! Estamos enfrentando dificuldades para acessar a plataforma de cursos. Os desenvolvedores estavam realizando uma atualização grande na plataforma e ocorreu um erro que está impossibilitando o acesso à página do curso. Os técnicos estão trabalhando para restaurar o acesso, mas enquanto não finalizam temos um endereço alternativo que está disponível nos destaques aqui. Peço desculpas pelo inconveniente e conto com sua compreensão.
1 semana ago
View on Instagram |
3/4
Hoje me deparei com uma dúvida de um aluno que estava lendo a Antologia de Valens e se sentiu perplexo com uma técnica apresentada no livro IV. Ele não conseguia identificar aquela técnica e os termos utilizados estavam confundindo-o.

A Antologia de Valens não é uma leitura superficial, mas com familiaridade com a linguagem astrológica, é possível reconhecer facilmente o tema.

No texto, Vettius Valens introduz alguns conceitos e recursos que podem esclarecer a técnica da Profecção. Era sobre Profecção que ele estava se referindo!

Entretanto, não se preocupe se não encontrar o termo “Profecção” explicitamente na Antologia. Valens simplesmente a descreve como “transmissões”.

Ele começa mencionando outras duas profecções que, para ele, são tão ou mais importantes do que a do ascendente. Valens afirma que se um planeta luminar na carta natal estiver em uma casa angular, especialmente o luminar da seita (Sol para mapas diurnos e Lua para os noturnos), ele tem influência sobre toda a vida do nativo, sugerindo assim a verificação da profecção.

Seguindo a regra básica de profecção (um signo por ano de vida), podemos identificar várias profecções importantes para um período de um ano, não se limitando apenas à do ascendente.

Valens também introduz os termos “transmissor” e “receptor”. O transmissor é o planeta que rege o signo da profecção durante o período. Por exemplo, se a Profecção do ascendente for em Libra, o transmissor seria Vênus. Ele observa que Vênus recebe a transmissão de Mercúrio (regente do período anterior).

O receptor é um planeta que está no signo da Profecção. Em nosso exemplo, qualquer planeta em Libra seria um receptor durante o período de transmissão de Vênus. Valens sugere que, dependendo das condições do receptor, ele pode ser mais significativo para o período do que o próprio transmissor, assumindo assim uma forma de regente do ano. Quando houver mais de um planeta no signo da profecção, eles seguem uma ordem de recepção.

E, é claro, Valens complica ainda mais o assunto ao introduzir a revolução solar, que pode adicionar regentes ao ano.

#astrologia #astrologiaclassica
Hoje me deparei com uma dúvida de um aluno que estava lendo a Antologia de Valens e se sentiu perplexo com uma técnica apresentada no livro IV. Ele não conseguia identificar aquela técnica e os termos utilizados estavam confundindo-o. A Antologia de Valens não é uma leitura superficial, mas com familiaridade com a linguagem astrológica, é possível reconhecer facilmente o tema. No texto, Vettius Valens introduz alguns conceitos e recursos que podem esclarecer a técnica da Profecção. Era sobre Profecção que ele estava se referindo! Entretanto, não se preocupe se não encontrar o termo “Profecção” explicitamente na Antologia. Valens simplesmente a descreve como “transmissões”. Ele começa mencionando outras duas profecções que, para ele, são tão ou mais importantes do que a do ascendente. Valens afirma que se um planeta luminar na carta natal estiver em uma casa angular, especialmente o luminar da seita (Sol para mapas diurnos e Lua para os noturnos), ele tem influência sobre toda a vida do nativo, sugerindo assim a verificação da profecção. Seguindo a regra básica de profecção (um signo por ano de vida), podemos identificar várias profecções importantes para um período de um ano, não se limitando apenas à do ascendente. Valens também introduz os termos “transmissor” e “receptor”. O transmissor é o planeta que rege o signo da profecção durante o período. Por exemplo, se a Profecção do ascendente for em Libra, o transmissor seria Vênus. Ele observa que Vênus recebe a transmissão de Mercúrio (regente do período anterior). O receptor é um planeta que está no signo da Profecção. Em nosso exemplo, qualquer planeta em Libra seria um receptor durante o período de transmissão de Vênus. Valens sugere que, dependendo das condições do receptor, ele pode ser mais significativo para o período do que o próprio transmissor, assumindo assim uma forma de regente do ano. Quando houver mais de um planeta no signo da profecção, eles seguem uma ordem de recepção. E, é claro, Valens complica ainda mais o assunto ao introduzir a revolução solar, que pode adicionar regentes ao ano. #astrologia #astrologiaclassica
2 semanas ago
View on Instagram |
4/4

Search

Vivemos em um mundo que vincula fortemente a autorealização à realização profissional.
Todos os anos milhares de estudantes prestam vestibulares tendo como objetivo encontrar a realização, o crescimento, e o reconhecimento social.

A escolha profissional está relacionada ao sentimento de satisfação, fazer algo que proporciona prazer na construção de uma carreira. O impacto da sociedade diante da importância da escolha profissional pode ter abalo negativo ou positivo. Já dizia Aristóteles, um homem vivendo em sociedade está no seu lugar na hierarquia dos seres.

A escolha correta da profissão pode ser mais simples do que se imagina. O primeiro passo é conhecer o perfil comportamental do nativo, é importante saber quais são suas vocações. O mais importante na escolha é ter afinidade com o que vai fazer.

COMO A ASTROLOGIA PODE SER ÚTIL

É na Astrologia Natal, na carta natal de prognósticos para toda a vida, que o destino se apresenta nas variadas facetas da vida (amor, profissão, dinheiro, família, etc), não infalível, mas que pode ser moldado pela consciência dos potenciais, e desafios.

É muito comum entre os praticantes da Astrologia Ocidental se referir a décima casa, ou mesmo o Meio do Céu como o ponto da carta mais diretamente relacionado à carreira e vocações, mas existem pontos, que mesmo antes, podem nos fornecer pistas importantes sobre as vocações do nativo.

Aqui abro um parêntesis, um nativo não tem uma única vocação, mas um conjunto de tendências comportamentais e habilidades mentais, motoras e emocionais que podem ser exploradas em mais de um caminho profissional.

Outro parêntesis para a relação da profissão e ganhos, riquezas. É comum no mundo moderno associar a profissão ao crescimento financeiro, porque a produção de recursos vem por meio do trabalho para a maioria das pessoas. Mas, ao identificar as vocações profissionais de um nativo pela carta natal, o astrólogo não está lhe abrindo as portas para riqueza. Este é outro tipo de avaliação. Pode sim, analisar as condições salariais que o nativo poderá encontrar em sua vida.

Vamos á algumas pistas técnicas para o delineamento da carta natal, que ajudam a identificar vocações:

Análise do temperamento

Embora o temperamento tenha uma relação aos temas de saúde e vitalidade, o comportamento imediato do nativo também pode ser muito bem analisado pelo temperamento. Existem fórmulas variadas para o cálculo do temperamento, mas todas giram em torno das condições do Sol, Lua e Ascendente. Alguns incorporam as fases do Sol e da Lua, outras fixam-se nos signos onde seus regentes estão posicionados. O importante é você compreender o fundamento da fórmula e escolher uma que se adapte às suas necessidades de trabalho.

Planeta Oriental

O planeta que nasce antes do Sol no horizonte (considerando movimento primário – sentido horário) nos dá algumas indicações sobre a abordagem da vida. Sua condição por dignidade/debilidade, a casa, seus temas indicarão a abordagem do nativo em relação à vida. Vênus oriental dará uma abordagem artística, estética. A Lua dará uma abordagem emocional, Mercúrio um abordagem intelectual, o Sol uma abordagem de busca por sucesso, Saturno uma abordagem de construção, Marte uma abordagem competitiva, Júpiter uma abordagem filosófica. Ele terá um papel importante na maneira como outras influências funcionam na carta.

O próximo aspecto da Lua

Se a Lua for regente do ascendente, regente da casa X, se estiver posicionada na casa X, seu próximo aspecto depois do nascimento também traz pistas sobre áreas profissionais.
A Lua, sendo o astro de movimento mais rápido, diz como a matéria se desenrola, “como” ela caminha para se realizar, e “o que” ela realiza.

Planetas Angulares

Planetas posicionados em casas angulares são fortes indicadores de vocações, especialmente no ascendente e casa X, ou em aspecto aos regentes do ascendente e da casa X.


O ascendente, seu regente, seu almuten e os planetas na casa I indicam as motivações da vida, que diretamente estão relacionadas à careira profissional, principalmente na vocação.

Casa X e MC

A maneira como a ocupação do nativo acontece. Além das áreas profissionais, vai indicar se a carreira flui com facilidade ou não, se há possibilidade de mudanças de direção na carreira, se haverá muitos trabalhos ou poucos, se o nativo chega a boa posições profissionais ou não.

Observar planetas na décima casa, o grau exato do MC, nos sistemas de domificação por quadrantes, e a décima segunda parte (dodecatemória) neste grau.

Marte

Tendo como tema a ação física, Marte também pode indicar onde o nativo emprega sua força, onde gasta sua energia diariamente.
A posição de Marte por signo, casa, e aspectos podem ajudar a definir profissão.

Mercúrio

Planeta associado à mente básica, Mercúrio abre possibilidades na definição da carreira quando analisamos o modo de pensar do nativo. Se é mais analítico, mais imaginativo, flexível, absorvente de condições externas, etc.

Este conjunto de observações, aliado à composição da carta como um todo dão ao astrólogo condições para identificar áreas profissionais afins para o nativo, no encontro com suas habilidades intelectuais, emocionais e físicas. Estamos falando de satisfação profissional.

Ganhos por trabalhos

Para analisar as condições de salários, ou ganhos extras por trabalho, observamos as condições da XI casa (Segunda casa – recursos a partir da casa X – ocupação), (Signo da cúspide e seu regente e aspectos).


Planetas dignos dão condições de recebimentos adequados, envolvendo planetas benéficos e dignos significa mais abundância, e planetas debilitados, ou maléficos debilitados menos facilidades.

Fluxo da carreira

Ao analisar o desenrolar da carreira ao longo do tempo utilizamos as técnicas preditivas. Costumo usar Firdaria e Revolução Solar.
A atenção vai para o MC, seu regente e o dispositor.

Por exemplo, uma carta com MC em Peixes tem Júpiter como regente do MC, e nesta carta Júpiter em Aquário, que é regido por Saturno.

A todo momento em que Saturno estiver em destaque nas demais técnicas preditivas, a carreira passa por momentos importantes. Se, na Revolução Solar, Saturno estiver angular, digno , com bons aspectos pode indicar estruturação, crescimento na carreira, se estiver debilitado, com aspectos desafiadores pode indicar fase difícil, crítica. Sempre em comparação com as condições da carta natal.

Vamos ver um exemplo.

A carta se refere a uma nativa , funcionária do setor de contabilidade que se aposentou em 201, e iniciou uma nova carreira depois da aposentadoria.

A casa X tem Mercúrio como regente, e Júpiter conjunto ao MC e Vênus na casa X se afastando de uma conjunção.

Mercúrio regente e dispositor de Vênus e Júpiter está na casa IX, em Touro.

O próximo aspecto da Lua é um trígono com Sol, no final da IX casa, e em conjunção ao MC.

A condição mutável da casa X, com Gêmeos, mostra a disponibilidade para mudanças de carreira. É um potencial versátil no ambiente de profissão, bastante moldável. Abre caminhos para mudanças profissionais, como também para construir duas ou mais carreiras simultâneas.

Percebermos que a relação de IX e carreira é forte. Em vocações pode indicar o trabalho acadêmico, mas também com a leis. Júpiter que está chegando ao MC, pelo movimento diurno, também tem como tema as Leis, o ato de julgar.

O planeta oriental nesta carta é Mercúrio que se posiciona na casa IX em Touro, uma abordagem mental da vida. Se satisfará mais em atividades de teor mental, intelectual, mas o signo fixo e da terra proporciona organização. Teve uma atividade administrativa em uma empresa contábil até se aposentar.

Prognósticos

A nativa se aposentou em 2016 e iniciou uma nova carreira. Iniciou seus estudos na faculdade de Direito. Conseguiu um estágio em 2019, e começou a advogar.

Ao analisar a Revolução solar de 2016 observamos Mercúrio em trígono a Júpiter. Mercúrio retrógrado, indicando o retorno na profissão. Também notei a relação entre Júpiter e Saturno na casa XII, indicando a retirada, o fim de uma etapa. ela se aposentou em 2016.

Júpiter é posicionado no mesmo grau em que Marte se posiciona na carta natal, em Virgem (mutável), mas na casa IX. Marte tem papel importante sobre o emprego da ação. Esta condição indica a mudança de direção na ocupação.

Pela Firdaria, em 2016 ela iniciou a Firdaria de Júpiter. A primeira subfirdaria do período tem mesmo planeta no comando, de forma que Júpiter indicava a mudança na carreira.

No período de 2018, ela iniciou a subfirdaria de Marte que foi até outubro de 2019. Foi neste período que ela conseguiu o estágio no escritório jurídico.

Existem muito mais pontos a analisar neste caso, mas com esta simples abordagem já é possível perceber o movimento da vida profissional.

Comments

  • simone

    Oi Ana, adorei a matéria, so peço um esclarecimento. A tabela da fidaria no final é de onde? Achei bem clara.

    05/16/2020
Leave a Comment