ANA
ASTROLOGIA CLÁSSICA
& VIDA MODERNA
Neste ano de 2024, tivemos o ingresso do Sol em Áries com o ascendente em Capricórnio. Nesse contexto, é necessário analisar as cartas astrológicas para as próximas estações.

Em 20 de junho, no ingresso do Sol em Câncer, novamente Capricórnio estará no ascendente na carta de Brasília, a capital do nosso país.

Segundo William Ramsey, astrólogo do século XVII, em sua obra “Astrologia Munda,” se Saturno estiver no norte, como Senhor do Ano e em Peixes, ele indica muitos ventos fortes e tempestuosos vindos do norte, além de um inverno frio e rigoroso.

Como será nesta carta de ingresso do Sol em Câncer?

Saturno estará em Peixes, ao norte da carta, na casa III, posicionado exatamente de norte para nordeste. Estará em movimento direto, mas já abaixo de sua velocidade média, e em um ângulo difícil com a Lua.

O Lote dos Ventos de Al Biruni e o Lote das Chuvas estarão na casa VI da infraestrutura, com Júpiter ainda no orbe da Lua para uma oposição

Segundo os institutos de pesquisas do clima, o fenômeno La Niña deve chegar com o aumento de chuvas nas regiões norte e nordeste, e clima mais seco no centro, sudeste e sul, resultando na famosa estiagem. No entanto, o fenômeno amplia a quantidade de frentes frias, que vêm mais fortes e frias, criando muita variação térmica.

Ptolomeu associa a região nordeste à triplicidade do ar. Na carta do ingresso do Sol em Câncer, o Lote das Chuvas e o Lote dos Ventos estarão em Gêmeos na sexta casa, onde também se encontra Júpiter.

A investigação do clima na astrologia antiga é de grande relevância, pois oferece uma perspectiva rica e detalhada sobre como os fenômenos celestes podem refletir as condições meteorológicas na Terra. Os antigos astrólogos desenvolveram métodos sofisticados para correlacionar os movimentos planetários com o clima.
 
Ao analisar ingressos solares e a posição dos planetas em relação aos pontos cardeais e casas astrológicas, podemos obter insights valiosos sobre padrões climáticos futuros. Essa prática não só revela a conexão entre céu e a Terra, mas também nos lembra da sabedoria ancestral que possui relevância e aplicabilidade nos dias atuais.

#astrologia #astrologiaclassica #astrologiatradicional
Neste ano de 2024, tivemos o ingresso do Sol em Áries com o ascendente em Capricórnio. Nesse contexto, é necessário analisar as cartas astrológicas para as próximas estações. Em 20 de junho, no ingresso do Sol em Câncer, novamente Capricórnio estará no ascendente na carta de Brasília, a capital do nosso país. Segundo William Ramsey, astrólogo do século XVII, em sua obra “Astrologia Munda,” se Saturno estiver no norte, como Senhor do Ano e em Peixes, ele indica muitos ventos fortes e tempestuosos vindos do norte, além de um inverno frio e rigoroso. Como será nesta carta de ingresso do Sol em Câncer? Saturno estará em Peixes, ao norte da carta, na casa III, posicionado exatamente de norte para nordeste. Estará em movimento direto, mas já abaixo de sua velocidade média, e em um ângulo difícil com a Lua. O Lote dos Ventos de Al Biruni e o Lote das Chuvas estarão na casa VI da infraestrutura, com Júpiter ainda no orbe da Lua para uma oposição Segundo os institutos de pesquisas do clima, o fenômeno La Niña deve chegar com o aumento de chuvas nas regiões norte e nordeste, e clima mais seco no centro, sudeste e sul, resultando na famosa estiagem. No entanto, o fenômeno amplia a quantidade de frentes frias, que vêm mais fortes e frias, criando muita variação térmica. Ptolomeu associa a região nordeste à triplicidade do ar. Na carta do ingresso do Sol em Câncer, o Lote das Chuvas e o Lote dos Ventos estarão em Gêmeos na sexta casa, onde também se encontra Júpiter. A investigação do clima na astrologia antiga é de grande relevância, pois oferece uma perspectiva rica e detalhada sobre como os fenômenos celestes podem refletir as condições meteorológicas na Terra. Os antigos astrólogos desenvolveram métodos sofisticados para correlacionar os movimentos planetários com o clima. Ao analisar ingressos solares e a posição dos planetas em relação aos pontos cardeais e casas astrológicas, podemos obter insights valiosos sobre padrões climáticos futuros. Essa prática não só revela a conexão entre céu e a Terra, mas também nos lembra da sabedoria ancestral que possui relevância e aplicabilidade nos dias atuais. #astrologia #astrologiaclassica #astrologiatradicional
2 semanas ago
View on Instagram |
1/4
Um dos questionamentos mais comuns de quem estuda Astrologia é sobre como diferenciar irmãos.

Já abordei anteriormente o tema dos filhos, mas para tratar dos irmãos, temos algumas alternativas.

De modo geral, a casa 3 é a que aborda o tema dos irmãos. Todos os irmãos podem ser representados pela casa 3. Na Astrologia Horária, se a pergunta for sobre um irmão específico, o regente da casa 3 certamente representará esse irmão. Calcular o Lote dos Irmãos também pode ser útil. O Lote é calculado pela distância entre Saturno e Júpiter, aplicando essa distância ao ascendente.

Em minhas pesquisas na rede, vi alguns astrólogos indicando Mercúrio, Júpiter e Sol, na ordem crescente dos irmãos. Também encontrei a proposta de derivar a casa 3, semelhante ao que mencionei no post sobre os filhos, mas essa abordagem deve ser requalificada, pois a cada irmão desloca-se o tema drasticamente.

Caso haja muitos irmãos, pode-se utilizar uma sequência baseada na hierarquia planetária. Essa possibilidade é apresentada no Carmen Astrologicum de Dorotheus de Sidon. Ele menciona especificamente em temas de natividades, mas essa abordagem pode ser explorada em outros ramos da astrologia.

Considerando a carta natal, ele afirma que os irmãos mais velhos do nativo podem ser significados por Saturno e Sol. Para os irmãos do meio, ele sugere Júpiter e Marte, e para o irmão mais novo, sempre Mercúrio. As condições zodiacais e terrestres indicam as naturezas dos eventos, comportamentos e situações relativas aos irmãos.

Lua e Vênus são usadas para significar irmãs, sendo a Lua para a irmã mais velha e Vênus para a irmã mais nova.

Espero que esta dica tenha sido útil.

Referência: Carmen Astrologicum, p. 93

#astrologia #anarodrigues_astrologa #astrologiaclassica #astrologiatradicional
Um dos questionamentos mais comuns de quem estuda Astrologia é sobre como diferenciar irmãos. Já abordei anteriormente o tema dos filhos, mas para tratar dos irmãos, temos algumas alternativas. De modo geral, a casa 3 é a que aborda o tema dos irmãos. Todos os irmãos podem ser representados pela casa 3. Na Astrologia Horária, se a pergunta for sobre um irmão específico, o regente da casa 3 certamente representará esse irmão. Calcular o Lote dos Irmãos também pode ser útil. O Lote é calculado pela distância entre Saturno e Júpiter, aplicando essa distância ao ascendente. Em minhas pesquisas na rede, vi alguns astrólogos indicando Mercúrio, Júpiter e Sol, na ordem crescente dos irmãos. Também encontrei a proposta de derivar a casa 3, semelhante ao que mencionei no post sobre os filhos, mas essa abordagem deve ser requalificada, pois a cada irmão desloca-se o tema drasticamente. Caso haja muitos irmãos, pode-se utilizar uma sequência baseada na hierarquia planetária. Essa possibilidade é apresentada no Carmen Astrologicum de Dorotheus de Sidon. Ele menciona especificamente em temas de natividades, mas essa abordagem pode ser explorada em outros ramos da astrologia. Considerando a carta natal, ele afirma que os irmãos mais velhos do nativo podem ser significados por Saturno e Sol. Para os irmãos do meio, ele sugere Júpiter e Marte, e para o irmão mais novo, sempre Mercúrio. As condições zodiacais e terrestres indicam as naturezas dos eventos, comportamentos e situações relativas aos irmãos. Lua e Vênus são usadas para significar irmãs, sendo a Lua para a irmã mais velha e Vênus para a irmã mais nova. Espero que esta dica tenha sido útil. Referência: Carmen Astrologicum, p. 93 #astrologia #anarodrigues_astrologa #astrologiaclassica #astrologiatradicional
2 semanas ago
View on Instagram |
2/4
Entre os dias 3, 4 e 5 de junho, teremos duas condições celestes se intercalando no céu.

Vênus estará em Cazimi desde a tarde de segunda-feira, dia 3, e Mercúrio ingressou em Gêmeos em conjunção com Júpiter.

Embora a conjunção de Mercúrio e Júpiter sob os raios do Sol possa gerar um clima de entusiasmo excessivo, essas condições indicam uma ampla gama de oportunidades.

Há mais abertura para experimentar, tomar decisões, expressar criatividade e alegria. O clima é leve.

A aliança entre Mercúrio e Júpiter em seu domicílio facilita o aprendizado e a interação geral. No entanto, não é aconselhável falar demais ou acreditar em tudo que se ouve, pois, com ambos ofuscados pelo brilho do Sol, pode ser difícil discernir o que é verdadeiro ou não.

Com Vênus em condição Cazimi nesses dias, o tema do feminino é fortalecido, podendo haver notícias sobre mulheres alcançando posições de destaque. Também cria um ambiente propício para expressar beleza, harmonia e diversão. Se você tem Gêmeos em uma casa angular (1, 4, 7, 10) em seu mapa natal, perceberá fortemente esse clima dinâmico e despojado.

Aproveite o dia para se inspirar criativamente e buscar elementos que sustentem seu entusiasmo.

Verifique em qual casa do seu mapa natal está o signo de Gêmeos, pois serão nesses temas que haverá maior movimento, empolgação, confiança e aprendizado durante esses dias. Esteja atento aos sinais, respostas e mensagens que chegam de forma inesperada ou às oportunidades que se revelam sob uma nova perspectiva.

Estes são dias agitados, com múltiplas conjunções movimentando intensamente o clima geral. Você precisará de um esforço adicional para transformar essas energias em realizações concretas, é mais difícil se concentrar. Portanto, estes dias são mais favoráveis para buscar novos elementos, pesquisar de forma leve e explorar possibilidades.

#astrologia #astrologiaclassica #astrologiatradicional #anarodrigues_astrologa #venuscazimi
Entre os dias 3, 4 e 5 de junho, teremos duas condições celestes se intercalando no céu. Vênus estará em Cazimi desde a tarde de segunda-feira, dia 3, e Mercúrio ingressou em Gêmeos em conjunção com Júpiter. Embora a conjunção de Mercúrio e Júpiter sob os raios do Sol possa gerar um clima de entusiasmo excessivo, essas condições indicam uma ampla gama de oportunidades. Há mais abertura para experimentar, tomar decisões, expressar criatividade e alegria. O clima é leve. A aliança entre Mercúrio e Júpiter em seu domicílio facilita o aprendizado e a interação geral. No entanto, não é aconselhável falar demais ou acreditar em tudo que se ouve, pois, com ambos ofuscados pelo brilho do Sol, pode ser difícil discernir o que é verdadeiro ou não. Com Vênus em condição Cazimi nesses dias, o tema do feminino é fortalecido, podendo haver notícias sobre mulheres alcançando posições de destaque. Também cria um ambiente propício para expressar beleza, harmonia e diversão. Se você tem Gêmeos em uma casa angular (1, 4, 7, 10) em seu mapa natal, perceberá fortemente esse clima dinâmico e despojado. Aproveite o dia para se inspirar criativamente e buscar elementos que sustentem seu entusiasmo. Verifique em qual casa do seu mapa natal está o signo de Gêmeos, pois serão nesses temas que haverá maior movimento, empolgação, confiança e aprendizado durante esses dias. Esteja atento aos sinais, respostas e mensagens que chegam de forma inesperada ou às oportunidades que se revelam sob uma nova perspectiva. Estes são dias agitados, com múltiplas conjunções movimentando intensamente o clima geral. Você precisará de um esforço adicional para transformar essas energias em realizações concretas, é mais difícil se concentrar. Portanto, estes dias são mais favoráveis para buscar novos elementos, pesquisar de forma leve e explorar possibilidades. #astrologia #astrologiaclassica #astrologiatradicional #anarodrigues_astrologa #venuscazimi
3 semanas ago
View on Instagram |
3/4
O tema dos filhos é um dos mais recorrentes com diversas possibilidades de análise.

Tradicionalmente, todos os filhos são indicados na casa 5 das cartas natais dos pais. É a partir dessa casa que se identifica a fertilidade ou infertilidade e a felicidade dos filhos.

Dorotheus de Sidon, por exemplo, dedicou um capítulo inteiro aos filhos e casamento. Ele menciona as condições de Júpiter para determinar a fertilidade e os aspectos dos regentes da triplicidade de Júpiter para quantificar os filhos, além de indicar maneiras de identificar os gêneros dos filhos.

Complementando, muitos astrólogos citam o lote dos filhos e outros lotes da quinta casa que abordam o tema.

Em abordagens contemporâneas, há teorias que colocam o tema do primeiro filho na quinta casa, o segundo na sétima, o terceiro na nona, e assim por diante, derivando 3 casas (irmãos)  para identificar os irmãos do primeiro filho. No entanto, isso pode gerar confusões, nesta justificativa , o filho na casa 9 seria irmão apenas do segundo filho, pois a casa 9 é a terceira a partir da 7, mas a quinta a partir da 5, o primeiro filho. Neste caso seria o filho do filho.

Outra técnica derivada sugere analisar 5 casas a partir da 5ª, mas isso leva aos netos e bisnetos, não aos filhos do nativo. A casa 5 é para os filhos, a casa 9 (5ª a partir da 5) para os netos, e a 1 (5ª a partir da 9) para os bisnetos.

Para simplificar, mantenha todos os filhos na quinta casa e use os regentes da triplicidade do signo dessa casa para identificá-los separadamente. 

Os regentes das triplicidades indicam início, meio e fim dos assuntos da casa, sendo úteis para diferenciar os filhos.

#astrologia #astrologiaclassica #astrologiatradicional #anarodrigues_astrologa
O tema dos filhos é um dos mais recorrentes com diversas possibilidades de análise. Tradicionalmente, todos os filhos são indicados na casa 5 das cartas natais dos pais. É a partir dessa casa que se identifica a fertilidade ou infertilidade e a felicidade dos filhos. Dorotheus de Sidon, por exemplo, dedicou um capítulo inteiro aos filhos e casamento. Ele menciona as condições de Júpiter para determinar a fertilidade e os aspectos dos regentes da triplicidade de Júpiter para quantificar os filhos, além de indicar maneiras de identificar os gêneros dos filhos. Complementando, muitos astrólogos citam o lote dos filhos e outros lotes da quinta casa que abordam o tema. Em abordagens contemporâneas, há teorias que colocam o tema do primeiro filho na quinta casa, o segundo na sétima, o terceiro na nona, e assim por diante, derivando 3 casas (irmãos) para identificar os irmãos do primeiro filho. No entanto, isso pode gerar confusões, nesta justificativa , o filho na casa 9 seria irmão apenas do segundo filho, pois a casa 9 é a terceira a partir da 7, mas a quinta a partir da 5, o primeiro filho. Neste caso seria o filho do filho. Outra técnica derivada sugere analisar 5 casas a partir da 5ª, mas isso leva aos netos e bisnetos, não aos filhos do nativo. A casa 5 é para os filhos, a casa 9 (5ª a partir da 5) para os netos, e a 1 (5ª a partir da 9) para os bisnetos. Para simplificar, mantenha todos os filhos na quinta casa e use os regentes da triplicidade do signo dessa casa para identificá-los separadamente. Os regentes das triplicidades indicam início, meio e fim dos assuntos da casa, sendo úteis para diferenciar os filhos. #astrologia #astrologiaclassica #astrologiatradicional #anarodrigues_astrologa
4 semanas ago
View on Instagram |
4/4

Search

Sorry, no posts matched your criteria.